X

'Bruxo' colombiano que derrotou Wilander vai às 4ªs do Seniors no RS

Quinta, 30 de novembro 2017 às 19:03:13 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Membro da Copa Davis da Colômbia durante dez anos e um dos bons nomes do tênis naquele país, Javier Restrepo, o "Bruxo", é um dos destaques do 32º Banco Agiplan Seniors Internacional de Tênis de Porto Alegre – Copa Yone Borba Dias na Associação Leopoldina Juvenil. O evento é o de maior pontuação (Graduação A) para o ranking mundial da Federação Internacional de Tênis realizado na Associação Leopoldina Juvenil, na capital gaúcha. São 260 atletas de 17 países com dois número 1 do mundo e 21 entre os dez melhores nas respectivas categorias.



Restrepo estreou com vitória nesta quinta-feira na categoria 60 anos marcando 6/2 6/0 sobre Ricardo Zapata e vai encontrar um brasileiro por vaga nas semifinais, Mario Martins que derrotou João Sucupira: "Joguei aqui várias vezes e ano passado, um lugar muito agradável, mas hoje está muito difícil, o vento indo para todos os lados", disse Restrepo que entre 1973 e 1983 jogou quatro confrontos da Copa Davis pelo seu país e fez parte do time que derrotou os Estados Unidos em 1974.

Sete anos mais tarde, Restrepo emplacou uma vitória sobre o sueco Mats Wilander na final do qualifying para Roland Garros. Wilander viria a ganhar o Grand Slam no ano seguinte e em um reencontro chamou o colombiano de Bruxo: "Foi a última rodada do quali, eu tinha uns 27 anos jogando bem, com muita experiência e ele com 17, 18. Quando acabou o jogo eu falei para ele treinar firme pois poderia ganhar o torneio no ano seguinte pois já via muita potência em suas bolas para a época e isso aconteceu. No ano seguinte ele foi o campeão, nos encontramos e ele me chamou de Bruxo", disse Restrepo que é natural de Medellin, mas atua no torneio com a bandeira do Brasil e não é por acaso, mora no Rio de Janeiro há trinta anos. Já passou pelo bairro de Ipanema e hoje possui duas quadras na Barra da Tijuca onde dá aulas: "Viajei muito pelo mundo, me sinto feliz no Brasil, morei em Ipanema e mora no início da Barra da Tijuca, minha vida está por ali perto, tem umas quadrinhas, gosto muito do Rio, não tenho porque sali dali por enquanto, vou na Colômbia uma ou duas vezes por ano, mas quando saio do Rio para ver meus parentes eu sinto saudades daqui o importante é estar onde você se sente bem, com seus amigos".

Restrepo faz seu último ano na categoria e pretende viajar ainda mais no circuito Seniors a partir de 2018 quando pulará para a categoria 65 anos.

Benavides e Klaus atingem a semi nos 70 e 75 anos. Americano Powless e brasileira Christa Coelho ficam perto de título nos 85 e 75 anos. Número 1 do mundo, Vasconcellos vai à semi no 50F

Na categoria 70 anos, o boliviano Ramiro Benavides, número dois do mundo e segundo mais velho na história a disputar a Copa Davis, com 56 anos, em 2003, passou com um duplo 6/0 sobre Antero Bicca: "Condições difíceis, bastante vento, não foi um jogo bonito, mas consegui vencer bem", disse Benavides que enfrenta por vaga na final o austríaco Johannes Muehlenberg que derrotou o brasileiro Arnaldo Benini por 6/3 6/4.

Nos 85 anos, o americano John Powless venceu sua segunda partida e está perto da conquista do título. Ele derrotou Nilo Moreira por 6/0 6/1 e precisa de mais um triunfo nesta sobre Domingos Lettieri para confirmar a conquista. O número 1 do mundo e que revelou a lenda Arthur Ashe, campeão de três Grand Slams, e deu o primeiro emprego a Nick Bolletieri, que hoje tem a maior academia do mundo tendo formado Maria Sharapova, Andre Agassi, entre outros. Powless havia vencido na estreia Benedicto Menezes por um duplo 6/1.

No masculino 75 anos o alemão Klaus Klein segue firme em busca do troféu. Nesta quinta ele derrotou Eduardo Figueira por um duplo 6/1 e encara o terceiro favorito, Tibirica Linhares. A outra semi será entre o italiano Giuseppe Vento e o brasileiro Arnoni Schmidt.

No feminino na mesma categoria, a mineira Christa Coelho, terceira do mundo, derrotou Elfrieda Zarling por 6/0 6/1 e enfrenta Tamiko Castro onde uma vitória dará o título e a deixará muito perto da alemã Heide Orth que é a atual líder do ranking.

Número 1 do mundo nos 50 anos feminino, a brasileira Simone Vasconcellos aplicou um duplo 6/1 sobre Mirka Frizzo e encara na semifinal a brasileira Jaqueline Kompinski.

A rodada desta quinta-feira segue e os jogos desta sexta-feira largam a partir das 8h30 com entrada gratuita ao público. O torneio termina neste domingo.

Resultados Quinta-Feira (30/11):

85M - (1) John Powless (EUA) 6/0 6/1 Nilo Moreira (BRA)

85M - (2) Benedicto Menezes (BRA) venceu por WO Domingos Lettieri (BRA)

80F - (2) Teresinha Acioly (BRA) 6/1 6/0 Ilca Nogueira (BRA)

75M - (1) Klaus Klein (ALE) 6/1 6/1 (8) Eduardo Figueira (BRA)

75M - (3) Tibirica Linhares (BRA) venceu por WO (6) Hans Weber (EUA)

75M - (5) Giuseppe Vento (ITA) 6/2 4/6 6/3 Francisco Menezes (BRA)

75M - Arnoni Schmidt (BRA) 3/6 6/4 6/4 Inacio Izkovitz (BRA)

75F - (1) Christa Coelho (BRA) 6/0 6/1 (2) Elfrieda Zarling (BRA)

75F- Paulina Alves (BRA) 6/1 6/2 Tamiko Castro (BRA)

70M - (1) Ramiro Benavides (BOL) 6/0 6/0 Antero Bicca (BRA)

70M - (2) Hayrton Ferreira (BRA) 0/6 6/2 6/1 João Tramontin (BRA)

70M - Johannes Muehlenburg (AUT) 6/3 6/4 (3) Arnaldo Benini (BRA)

70M - (4) José Ribeiro (BRA) 6/3 6/3 Luiz Bezerra (BRA)

70F - (1) Ana Klein (ALE) 6/0 6/0 Marilena Mendes (BRA)

70F - (2) Sandra Libman (BRA) 6/1 6/2 Andiara Guimarães (BRA)

65M - (3) Galba Couto (BRA) 6/1 6/1 Primo Ocaranza (CHI)

65M - (2) Annick Bascou (FRA) 6/0 7/6 (4) Diva Thereza (BRA)

65M - (7) Mário Laranjeira (BRA) 7/6 (3) 5/3 desistência Telmo Xavier (BRA)

65F - Vera Klingensteiner (BRA) 6/0 6/0 Laura Kern (BRA)

65F - (4) Regina Fontanelli (BRA) 6/3 6/2 Marília Barum (BRA)

65F - Juliana Machado Lima (BRA) venceu por WO (1) Althea Abiko (BRA) por WO

60M - Javier Restrepo (BRA) 6/2 6/0 Ricardo Zapata (ARG)

60M - Mauricio Castano (BRA) venceu por WO (8) Roy Edward (ALE)

60M - (2) Eduardo Izoldi (BRA) venceu por WO Antenor Filho (BRA)

60M - (5) Mário Martins (BRA) 6/1 6/0 João Sucupira (BRA)

60F - (2) Doris Mattar (BRA) 6/0 6/1 Salete Nery (BRA)

60F - (1) Rosangela Fritelli (BRA) 6/0 6/4 Ana Rita Batista (BRA)

55M - (2) Marco Catelli (ITA) 6/1 6/3 Luiz Ocaranza (CHI)

55M - Pedro Felice (BRA) 6/0 6/1 (7) João Reis (POR)

55M - Pedro Coelho (BRA) 6/4 6/2 Timm Antonio (BRA)

55F - (2) Shirley Friedl (AUT) 6/4 6/2 Leonilda Stanzola (BRA)

55F - (1) Venus Aragão (BRA) 7/5 6/3 Mariana Keller (BRA)

50M - (3) Marco Silva (BRA) 6/1 6/0 Fernando Furtado (BRA)

50F - (1) Simone Vasconcellos (BRA) 6/1 6/1 Mirka Frizzo (BRA)

50F - Tita Lea (PER) 6/1 6/1 Eliana Santos (BRA)

50F - (4) Jaqueline Kompinski (BRA) 6/2 7/5 Miriam Bastos (BRA)

50F - (3) Lilia Britto (BRA) 6/0 2/6 6/2 Marcella Salles (BRA)

45M - (5) Sebastian Jackson (GBR) venceu por WO Marcelo Ferreira (BRA)

35M - (3) Sergio Gianetti (BRA) venceu por WO Jair Montovani (BRA)

Resultados, chaves e programação no site - http://seniorsbrasil.com.br/et apa2017/portoalegre/

O 32º Banco Agiplan Seniors Internacional de Tênis de Porto Alegre tem o patrocínio do Banco Agiplan e o co-patrocínio da Nex Group - A certeza do melhor negócio. O evento tem o apoio da NET Claro e Master Hotéis.  A organização é da PROTENIS PROMOÇÕES ESPORTIVAS e o evento tem a chancela da Federação Internacional de Tênis, Confederação Brasileira de Tênis, Federação Gaúcha de Tênis e é realizado na Associação Leopoldina Juvenil.